Filmes

Crítica | Para Todos Os Garotos Que Já Amei

Se você ama histórias sobre cartas anônimas, mas tem traumas das últimas produções Netflix com essa temática, fique calmo. Para Todos Os Garotos Que Já Amei é a versão fofinha e colorida de Os Treze Porquês.

Antes de qualquer coisa, é importante mencionar a doçura e carisma de Lana Condor, que transforma tudo ao seu redor numa atmosfera fluffy e com cheiro de algodão-doce. A atriz é a personificação da protagonista (Lara Jean), tanto em personalidade quanto em sua apresentação física. E isso é extremamente importante, considerando a baixa aceitação do público com Death Note (2017) pelo motivo óbvio de se tratar de uma adaptação do mangá asiático de mesmo título,  tendo em seu elenco principal atores ocidentais.

Apesar de ter nascido no Vietnã, Lana possui traços significativos para viver a personagem coreana, mais do que uma atriz genuinamente estadunidense, como ocorreu com a já mencionada adaptação de Death Note. E não somente os traços estão em evidência, mas toda a cultura oriental se torna presente em seu figurino, referências em diálogos, na decoração da casa de Lara, etc.

Além de uma excelente protagonista, Para Todos Os Garotos Que Já Amei possui um tom leve e despretensioso, trazendo certa nostalgia aos adolescentes dos anos 2000, sem, contudo, deixar de envolver-se com a realidade tecnológica dos dias de hoje, como os vazamentos de vídeos íntimos em redes sociais e a sua consequente repercussão nesse mundo extremamente global e digital.

A atmosfera criada no filme é quase inocente, talvez para combinar com Lara, diferenciando-se completamente do tom de Os Treze Porquês (2017), em que a protagonista grava cartas para todos os que lhe haviam magoado; é interessante notar a semelhança e a diferença entre ambas as obras, considerando a polêmica que tem se desenrolado pelos usuários da rede de streaming.

Dky9YzaV4AACtIs.jpg

Ambas as produções tem o mesmo ponto inicial: adaptações de livros para TV sobre garotas que escrevem cartas que chegam aos destinatários pelas mãos de outras pessoas. É aqui que a divergência começa. Enquanto Hannah (Os Treze Porquês) é motivada pela raiva, Lara é motivada pela paixão. Por esse motivo, há muita cor, muita luz, e grande parte das cenas é filmada durante o dia, trazendo um efeito de simbiose, como se o próprio filme transbordasse a essência brilhante de Lara Jean.

Embora seja notável a tentativa de trazer mais uma vez o estereótipo da garota tímida, CDF, com amores platônicos, Lara extrapola o clichê, apresentando-se de maneira muito mais além, exaltando personalidade e firmeza diante das decisões.

Dky9YN8U8AAV366

Algumas referências a filmes, como Gatinhas e Gatões (1984) e Clube da Luta (1999), foram importantes para a construção da relação entre Lara e Peter (Noah Cetineo); mas, ao contrário do que se espera de um filme adolescente comum, não houve um momento decisivo para o garoto popular reivindicar sua popularidade e tornar-se o herói que salva a mocinha de seu próprio mundo.

O interessante é notar que ambos possuíam interesses no acordo de falso-namoro, a reciprocidade na paixão que gradualmente surgiu, e, acima de tudo, a união entre  suas diferentes motivações e visões da vida. Não foi preciso mudar pelo outro, tampouco migrar para o estilo de vida dominante.  O namoro extremamente real de Lara e Peter não se dá pela conversão de uma realidade para outra, mas a soma das duas, como uma boa relação de amizade e romance deveria ser.

Dkzw-vhV4AEyXoY

Para Todos Os Garotos Que Já Amei é um relato simples e singelo sobre uma adolescente que precisa enfrentar seus medos, metaforizados por uma caixa repleta de cartas de amor nunca antes enviadas, mas sempre endereçadas.

Abaixo, o trailer do filme:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s