Colunas

O dia em que How I Met Your Mother inventou duas palavras em alemão

Chegou o momento das palavras enormes e dos significados complicados, porque nenhuma língua sabe fazer isso como o alemão.

Os fãs de How I Met Your Mother esperaram nove temporadas por um casamento, mas alguns outros se interpelaram nesse caminho. No começo da oitava temporada, Ted (Josh Radnor) tem uma conversa com o ex-noivo de Victoria (Ashley Williams), o qual ela acabou de abandonar no altar. Klaus (Thomas Lennon) tem uma coisa – ou duas – a dizer sobre Victoria e sobre como ele acha que tudo aconteceu para o melhor, mas não consegue evitar fazer uma confusão de palavras alemãs voarem pela tela enquanto isso.

ted2

O episódio Farhampton quer falar sobre destino e romance, para mostrar o tão esperado guarda-chuva amarelo pela primeira vez, ao final. Para isso, ele vai brincar com certas tendências da língua alemã, que fazem com que algumas palavras excepcionalmente longas existam em seu vocabulário.

Dentro da língua germânica, a junção de duas ou mais palavras num único termo gera um significado novo, que pode ser entendido pela aproximação entre os significados em separado. Um exemplo famoso dessa estrutura é a palavra Wanderlust, utilizada – e tatuada – por aqueles que sonham em conhecer o mundo. Ela é composta pelas palavras Wander, derivada do verbo wandern, que significa passear, vagar; e Lust, que é o desejo ou a luxúria. Assim, o significado de Wanderlust é o “desejo profundo de viajar”.

Como a pronúncia é segmentada nesse idioma, é possível repetir esse processo em dimensões astronômicas – e é disso que o roteiro de Farhampton se aproveita. Klaus explica: “Existe uma palavra em alemão: Lebenslangerschicksalsschatz. A tradução mais próxima seria ‘Tesouro do destino de uma vida’. E Victoria é wunderbar (maravilhosa), mas ela não é o meu Lebenslangerschicksalsschatz. Ela é a minha Beinaheleidenschaftsgegenstand, sabe?”

A suposta tradução é gerada pela junção da palavra lebenslang, que significa “para toda a vida” – justamente por juntar as palavras Leben, “vida”, e lang, que dá uma ideia de duração – com as palavras Schicksal, que significa “destino”, e Schatz, “tesouro”. Ufa! Para falar em piadas elaboradas, não é mesmo?

Já Beinaheleidenschaftsgegenstand, termo que Klaus diz ser ensinado para as crianças desde o jardim de infância, é uma invenção um pouco mais complicada: beinahe, “quase”; Leidenschaft, “paixão”; Gegenstand, “objeto”. Ou seja, quase o objeto da sua paixão, como Klaus explica: “A coisa que é quase o que você mais quer, mas não chega a ser”.

klaus.png

Esse processo criativo pelo qual passou o roteiro de How I Met Your Mother demonstra como é possível fazer sitcom com qualidade e, além disso, levando a uma reflexão pessoal. Se você precisa pensar, você ainda não encontrou o seu Lebenslangerschicksalsschatz. E isso remeteu, justamente, ao fato de que Ted ainda não tinha encontrado a sua alma-gêmea, bem na esteira da primeira aparição do famoso guarda-chuva.

A maneira como a invenção, o humor e o propósito narrativo se encaixaram aqui é apenas um dos motivos pelos quais a série é tão amada. Além de garantir boas risadas, ela é capaz de adaptar o humor às questões cotidianas e relembrar o espectador das sutilezas da vida.

E você, acredita no Lebenslangerschicksalsschatz?

Anúncios

Categorias:Colunas, Séries

Marcado como:, , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s