Séries

#Listas | 3 séries argentinas que vale a pena assistir

Olha só essas três produções do país vizinho. Ação, dramas policiais, baseadas em fatos reais… não tem como se arrepender. 

1) El Marginal: O cara de fora (2016-2019)

A história criada por Sebastián Ortega e Adrián Caetano e produzida por Underground Producciones começa com Miguel Palacios (Juan Minujín), um ex-policial que é levado para a cadeia de San Onofre com uma identidade falsa: “Pastor Peña”. A filha adolescente de um juiz federal, Luna Lunati (Maite Lanata), foi sequestrada por uma banda de presos e policiais que funciona dentro da prisão, e Miguel tem a missão de se infiltrar entre eles e resgatá-la.

Logo depois, as coisas não dão certo para o protagonista, que deve lidar com os prisioneiros, as traições e os perigos do dia a dia na cadeia. Entre as personagens mais destacadas da primeira temporada estão Diosito (Nicolás Furtado) e Mario Borges (Claudio Rissi), dois irmãos que dominam a prisão desde dentro; além de Gerardo Antín (Gerardo Romano), o diretor – também corrupto – de San Onofre. Rapidamente Miguel vai descobrir que a única forma de salvar sua vida e recuperar seu nome é fugindo desse inferno.

Já a segunda temporada é uma prequela que aprofunda a história dos irmãos Borges em San Onofre, desde sua chegada na prisão até se converter nos líderes do local.

A terceira temporada da série fez sua estreia ontem (terça 9/07) na TV Pública argentina. Quando ela chegar ao Brasil, aproveite para assistir as duas primeiras temporadas, que já estão disponíveis na Netflix com legendas em português. Abaixo você pode conferir o trailer da primeira delas (em espanhol):

2) Un Gallo para Esculapio (2017-2018)

Essa série conta com duas temporadas até o momento. Na primeira, conhecemos Nelson Segovia (Peter Lanzani), um cara humilde da província de Misiones, no norte do país, que chega a Buenos Aires com um galo de rinha, procurando o seu irmão Roque (Diego Cremonesi). No entanto, seu celular é roubado logo após chegar na capital, e ele deve continuar sua busca sem muita informação.

un gallo para esculapio

Na sua jornada nos bairros baixos da Grande Buenos Aires, ele conhece o Chelo Esculapio (Luis Brandoni), chefe de uma gangue de piratas do asfalto e participante do mundo das rinhas de galos. Nelson suspeita que ele tem algo a ver com o Roque e sua aparente desaparição, pelo que se infiltra na gangue. Infelizmente para nosso protagonista, se vê envolvido numa guerra de bandas que mudará sua vida para sempre.

Na segunda temporada, a história retoma a vida de Nelson seis meses depois dos eventos que ocorreram na primeira edição da série.

O seriado, também criado por Sebastián Ortega juntamente com Bruno Stagnaro, é – como o mencionado acima – produzido por Underground, em associação com Boga Bogagna, o INCAA (Instituto Nacional de Cine y Artes Audiovisuales) e TNT.

Deu vontade de assistir? Dê uma olhada no trailer da primeira temporada:

3) Monzón (2019)

A última produção da lista é uma série biográfica do pugilista argentino, Carlos Monzón, um dos maiores atletas da história, que também teve uma vida muito sombria. O slogan do seriado serve muito bem como apresentação: Monzón – Ídolo, campeão, feminicida.

Atualmente transmitida na Argentina pelo canal Space – o quinto episódio estreou na segunda-feira passada -, a peça criada por Pablo Bossi mostra várias etapas da vida de Monzón. A primeira delas apresenta o início de Carlos (Mauricio Paniagua) na pobreza e como ele se apaixona por Pelusa (Paloma Ker), que seria sua primeira esposa.

Logo, podemos ver a sua ascensão e posterior sucesso no mundo do boxe, até alcançar o título de campeão de peso-médio. Isso lhe deu uma reputação para a qual ele não estava preparado.

Já adulto, Monzón (Jorge Román) é um atleta aposentado com sérios problemas de violência de gênero. Assim, enfrenta a acusação de assassinato da modelo uruguaia Alicia Muñiz (Carla Quevedo), sua última parceira e mãe do seu filho mais novo. O promotor Gustavo Parisi (Diego Cremonesi) será encarregado de resolver o caso judicial que mudaria o paradigma da sociedade argentina, colocando a violência machista na consideração da opinião pública em uma época em que não havia figura legal de feminicídio.

Espera-se que a produção de Pampa Films e o INCAA tenha 13 capítulos. Não perca! Assista agora o trailer da série:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s