Sem categoria

Lista | 7 filmes em que os gatos roubaram a cena

O cinema sempre usou animais como elementos em suas obras e nada mais justo que bichinhos tão charmosos e carismáticos como gatos não estejam presentes.

1 – Bonequinha de Luxo (1961)

Um clássico que é comentado até hoje pela grande atuação da atriz Audrey Hepburn no papel de Holly, e também pela conexão de sua personagem com o gatinho Orangey, um gato malhado masculino, que era ator de animais possuído e treinado pelo cineasta Frank Inn.

É uma comédia romântica norte-americana, lançada em 1961, dirigida por Blake Edwards e escrita por George Axelrod. Foi muito bem recebido na época, e chegou até a ganhar dois Oscar: melhor trilha sonora e melhor canção original por ”Moon River”.

Audrey Hepburn, George Peppard e Orangey.

2 – Aristogatas (1970)

É um clássico da Disney, mas infelizmente não é tão popularmente conhecido quanto deveria. The Aristocats, em inglês, é uma animação estadunidense, uma comédia musical sobre uma família de gatos da alta sociedade francesa que, com a ajuda de um gato de rua, tentam encontrar o caminho de casa depois de terem sido sequestrados e abandonados pelo mordomo da dona.

Marie e seus irmãozinhos Toulose e Berlioz.

3 – O Serviço de Entregas da Kiki (1989)

É um longa-metragem de animação extremamente fofo do aclamado Studio Ghibli. Dirigido, roteirizado e produzido por Hayao Miyazaki. Foi a quarta animação lançada nos cinemas pelo estúdio e, de acordo com Miyazaki, o filme abraça a independência e a confiança entre as jovens adolescentes.

O fiel escudeiro de Kiki atende pelo nome de Jiji e, além da astúcia e temperamentos característicos dos felinos, possui a habilidade de falar. Concebido através de traços finos, esguios e aparentemente simples, Jiji surge como uma figura expressiva, mesmo nos momentos em que não possui falas.

Jiji (gato preto) e Kiki.

4 – Cemitério Maldito (1989)

Baseado na famosa obra literária de Stephen King (”Pet Sematary” em inglês), foi roteirizado pelo mesmo na adaptação, mas dirigido por Mary Lambert. O mestre do terror fez uma breve aparição como um pastor durante o filme e a banda nova-iorquina Ramones compôs a trilha sonora do longa. Incluindo músicas como “Sheena is a Punk Rocker” na trilha e “Pet Sematary“, que foi gravada para o filme e se tornou uma das músicas de maior sucesso da banda.

Winston Churchill – mais conhecido como Church – é um dos vilões tanto da obra de 1989, quanto de 2019. O felino faz uma participação muito importante porque todo o clímax se inicia por causa de seu personagem, que foi interpretado por sete gatos diferentes, cada um treinado para executar uma ação específica.

Um dos interpretes de Church.

5 – Coraline (2009)

É uma animação aterrorizante e fantasiosa em stop-motion, que mais parece ter sido feita por Tim Burton, mas foi dirigida por Henry Selick e baseada no livro de mesmo nome escrito por Neil Gaiman. Chegou a faturar mais de 16 milhões de dólares no fim de semana de estreia e foi indicado ao Oscar de melhor filme de animação.

O gato é um dos principais personagens de apoio da história, ele tem capacidade de aparecer e desaparecer quando quer, para se esconder do perigo ou para ajudar Coraline. Por razões inexplicáveis, ele é capaz de falar no Outro Mundo.

6 – Um Gato de Rua Chamado Bob (2016)

É um filme britânico dirigido por Roger Spottiswoode e estrelado por… Bob e o ator Luke Treadaway. Baseado no livro best-seller do músico James Bowen, que também é um dos autores do roteiro. Vários gatos foram selecionados para fazer Bob, mas, no final, o próprio Bob interpretou seu papel.

James Bowen passou por uma época difícil de sua vida e se tornou um morador de rua viciado em drogas, até o dia em que encontrou na rua um gato da cor de laranja que mudou totalmente a sua vida.

Bob e Luke Treadaway.

7 – Capitã Marvel (2019)

O blockbuster sobre a grande heroína da Marvel foi sucesso nas telonas no início do ano e teve Goose como a gatinha responsável por mudar o rumo da história. Carol Danvers é a protagonista do filme e foi interpretada por Brie Larson com a dupla de cineastas independentes Ryan Fleck e Anna Boden (Half Nelson) dirigindo o filme.

Goose não é exatamente um gato. Na verdade, ela faz parte de uma raça alienígena chamada Flerken, e apenas assume a forma de um gato. Muitos problemas aconteceram durante as gravações por conta de uma forte alergia de Brie Larson com gatos. Goose foi interpretada por um gatinho ator masculino chamado Reggie.

Reggie fazendo campanha para o filme.
Anúncios

Categorias:Sem categoria

Marcado como:, ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s